usina fotovoltaicaEnergias renováveis contribuem para um mundo mais sustentável e com alta capacidade para gerar economia para residências e também empresas. E um meio para isso consiste na construção de uma usina fotovoltaica para usufruir plenamente da energia solar.

Se você nunca ouviu falar ou o termo é familiar, mas você ainda não sabe como funciona a usina fotovoltaica, siga com a leitura deste post! Vamos falar tudo o que você precisa saber para avaliar o impacto positivo dessa solução de maneira individual e também para a sociedade!

O que é uma usina de energia fotovoltaica?

A energia solar e outras fontes renováveis foram consideradas após séculos de uso contínuo e acelerado de fones não renováveis — casos do carvão mineral e do petróleo.

Desde as primeiras revoluções industriais, o impacto do desenvolvimento social e econômico no meio ambiente foi significativo. E catastrófico para muita gente.

Com isso, a usina fotovoltaica e outras soluções passaram a ser prioridade para muitos países em busca do uso dessas energias.

Tá, mas o que é uma usina de energia fotovoltaica? São concessionárias de geração de energia solar que se fragmentam em diferentes maneiras de produzir e também de comercializar essa fonte de energia.

Atualmente, esse modelo de produção de energia solar está distribuído no mundo inteiro, com a China à frente no ranking global. Uma estimativa aponta que 25% da energia solar produzida venha do país asiático — cujo ranking é seguido pelo Japão e pela Alemanha.

No Brasil, o conceito da usina fotovoltaica é mais recente, mas isso não significa que exista pouca demanda. Pelo contrário: as usinas solares estão em ampla expansão pelo país, com a primeira construção do gênero fundada em 2017.

Até o momento, podemos encontrar uma variedade de usinas distribuídas em alguns estados, como:

  • Minas Gerais;
  • Bahia;
  • Piauí.

Como funciona uma usina fotovoltaica?

quanto custa uma usina de energia solarÁreas com grande incidência de raios solares são as mais cobiçadas para o desenvolvimento de uma usina fotovoltaica. Mas existem elementos específicos que são exigidos para tirar do papel essa ideia sustentável e envolta em outros benefícios.

Por exemplo: placas solares revestidas de silício são de grande valia para a geração de energia solar. Em seguida, linhas de transmissão conduzem a energia solar (já convertida para uso doméstico, industrial ou comercial) com potência suficiente para ser usada. Além de passar por inversores que são responsáveis por transformar a energia em corrente alternada.

Vale destacar que seu investimento em usina fotovoltaica deve considerar a implementação de mais dois componentes, que são a bateria e os reguladores.

O primeiro é necessário para armazenar a energia solar para uso posterior, enquanto o segundo é fundamental para proteger a bateria de sofrer alguma sobrecarga. O que apenas torna essa solução mais eficiente e segura para todos.

Quais as diferenças entre pequenos sistemas de geração solar e grandes usinas fotovoltaicas?

Quando falamos em geração de energia solar, temos que considerar as possibilidades de uso (geração e distribuição) de energia. Com isso, chegamos aos conceitos de micro e mini geração de energia — que trataremos melhor adiante.

Antes começar, então, explicando o que diferencia um sistema de geração solar e a usina fotovoltaica. E, basicamente, estamos falando da diferença de potência instalada e na quantidade de energia que cada sistema consegue gerar.

Por isso, um sistema de geração solar é mais focado na instalação em imóveis pequenos — muitas vezes focando no uso interno da energia produzida pelas placas solares.

Enquanto isso, a usina solar (ou usina fotovoltaica) são projetados com o principal objetivo de distribuir grandes quantidades de energia solar produzida. Afinal, é preciso muito mais espaço para construir um sistema capaz de absorver e gerar a energia solar esperada.

Vale destacar, ainda, que essa produção em larga escala pode ter uma potência superior a 5 MW e não faz parte do sistema de compensação energética da ANEEL.

Qual a diferença entre micro e mini geração?

Micro e mini geração de energia também são conceitos diferenciados essencialmente pela quantidade de potência que o sistema tem instalado. Fique de olho nas características de ambos, a seguir:

  • micro geração é o sistema cuja central geradora de energia elétrica tem potência superior a 75 kW;
  • mini geração é o sistema cuja central geradora de energia elétrica tem potência superior a 75 kW e menor ou igual a 5 mW.

Quanto produz uma usina fotovoltaica?

Como vimos acima, a geração de energia solar para consumo próprio não pode exceder o valor de 5 mW (sigla para mega Watts).

Quando falamos na potência e capacidade de geração de energia de uma usina fotovoltaica, contudo, esse número sobre exponencialmente. Afinal, a responsabilidade para distribuir energia para bairros ou cidades inteiras é ainda maior.

E exige alta tecnologia para isso.

Tomemos como exemplo uma usina solar localizada em Kamuthi, na Índia, que possui potência máxima de 648 mega Watts — o suficiente para atender as necessidades de cerca de 150 mil residências.

No Brasil, o estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, é outra usina fotovoltaica digna de menção. Afinal, são 6 mil módulos instalados no local, e com capacidade para gerar até em 1,42 mega Watts de energia — e 10% do total é usado para abastecer o estádio.

Nacionalmente, os números mais recentes também geram expectativa. Atualmente, o país conta com 5 GW de capacidade instalada e com mais de 13 GW já em planejamento ou fase de construção de mais usinas solares fotovoltaicas.

Microgeradoras

Como destacamos, existem dois modelos de gerar energia. O primeiro, pela microgeração de energia solar, a potência máxima de geração de energia é de 75 kW.

Minigeradoras

A Minigeração, por sua vez, conta com uma potência variável entre 76 e 5 mW.

Quanto custa uma usina de energia solar?

usina fotovoltaica investimentoO valor de implementação de uma usina fotovoltaica varia, como você deve imaginar. Afinal de contas, uma série de fatores vai influenciar na complexidade do projeto e para cumprir o objetivo de alinhar-se às suas necessidades.

Uma estimativa mais abrangente pode ser feita, contudo, apontando o custo médio de R$ 4 a R$ 5 milhões para implementar um projeto de usina solar com capacidade de 1 mW.

Ainda assim, acreditamos no valor que esse tipo de projeto pode agregar. Afinal de contas, ter a sua central fotovoltaica é um benefício pluralizado (falaremos sobre eles adiante). Só que o mais evidente é que a longa vida útil do sistema permite que você obtenha um retorno gradual do seu investimento.

Vantagens da usina fotovoltaica

Como destacamos, existem alguns benefícios que tornam a sua decisão de investir em uma usina fotovoltaica ainda mais facilitada. Veja só quais são!

Não emite gases poluentes

Por ser uma energia renovável, não é necessário elementos tóxicos para transformar os raios de sol em energia elétrica. O que reduz a emissão de poluentes a quase zero, minimizando o impacto de degradação ambiental.

Baixo custo de manutenção

A manutenção do sistema solar é baixo, normalmente limitado à conservação das placas por meio de um processo de lavagem — a cada seis meses, aproximadamente.

Como a vida útil de sua usina fotovoltaica é de década (pode chegar a até 40 anos), o custo de manutenção é considerado baixo.

Ocupa pouco espaço

Se comparar com o espaço necessário para a construção de usinas hidrelétricas ou mesmo de usinas nucleares, a usina fotovoltaica sai em larga vantagem. Existe boa flexibilidade para alinhar a construção do seu local de geração de energia por meio da luz do sol.

Pode ser instaladas em vários locais

Assim como o espaço demandado é reduzido, você tem a possibilidade de instalar as placas solares em locais variados. Assim, fica mais fácil encontrar uma região com mais incidência solar, por exemplo, e otimizar a logística dos espaços permitindo-se contar com todos os benefícios da energia solar no seu dia a dia.

usina fotovoltaica vantagens e desvantagensEconomia nas contas da residência/escritório

Já mencionamos o quanto existem diferentes tipos de sistema solar, e o quanto isso se traduz em um elevado grau de personalização para os seus objetivos.

Você pode gerar energia para uma residência, por exemplo, ou para indústria e, como vimos, uma usina fotovoltaica pode abastecer cidades inteiras.

E o melhor: a economia com o uso da energia elétrica convencional pode chegar a até 95% todos os meses.

Longa vida útil

Toda essa economia citada, mensalmente, pode trazer um retorno gradativo do seu investimento em uma usina fotovoltaica. Ou seja: em alguns anos, tudo aquilo que você gastaria com energia elétrica vai se converter em uma poupança mensal de custos.

E, assim, o investimento inicial vai sendo quitado. Tudo porque a energia solar vai repetidamente se mostrar uma decisão acertada e que só vai trazer vantagens no seu dia a dia — seja para residências ou ambientes corporativos de qualquer porte.

Inclusive, podemos ajudar nessa empreitada! A Fazenda Solar Maya Energy é uma solução que produz energia 100% renovável por meio de painéis solares fotovoltaicos. Eles geram energia com a possibilidade de oferecer economia de até 15% na conta de energia — e de forma vitalícia.

E um cliente investidor de fazendas solares pode ter também rendimentos de 2% a 3,5% mensalmente. Para saber mais a respeito, clique aqui e informe-se sobre a fazenda solar da Maya Energy!

Conclusão

Vimos que a usina fotovoltaica é uma solução capaz de adaptar-se a diferentes cenários e tipos de imóveis — de residências de pequeno porte a cidades inteiras.

Com isso, você adquire uma solução de ponta para oferecer energia renovável por meio de um sistema com longa vida útil e capaz de devolver todo o seu investimento em poucos anos.

Ou seja: você só tem benefícios ao considerar a usina fotovoltaica em sua rotina!