Você sabe o que é bandeira vermelha de energia elétrica, como ela funciona e porque você deve se distanciar dela?

Nesse conteúdo, a Maya Energy explica em detalhes tudo o que você precisa saber sobre a bandeira vermelha e os seus impactos na conta de energia.

Aqui você também vai conferir como ficar livre da bandeira vermelha na conta de luz, garantindo uma importante economia todos os meses.

O que é bandeira vermelha?

Em 2015, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), criou o sistema de bandeiras tarifárias de energia. Essas bandeiras visam compensar os custos com despesas extras para geração de energia em períodos de escassez hídrica.

De acordo com a agência, quando o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas está abaixo do nível ideal, as usinas termelétricas são acionadas para evitar apagões e racionamento de energia.

No entanto, o grande problema, é que o acionamento e a utilização dessas usinas, envolve custos maiores, que inevitavelmente precisam ser repassados ao consumidor final.

Bandeira vermelha - patamar 1

Importante destacar que existem duas modalidades de bandeira tarifária vermelha. Ambas são identificadas por duas diferenças entre si: a gravidade da situação que eleva o preço da geração de energia elétrica; e o custo final para o consumidor por meio da conta de luz.

De fato, nesse caso, o patamar 1 da bandeira vermelha sofreu alteração em julho de 2021 e o valor da bandeira tarifária foi para R$ 6,50 a cada 100 kW/h.

Bandeira vermelha - patamar 2

Por sua vez, a bandeira vermelha no patamar 2 sofreu reajustes também, ficando ainda mais cara do que o patamar anterior.

Agora, a bandeira vermelha tem o custo de 9,795 para cada 100 kWh consumido. Isso representa um aumento médio de 678% na conta de luz.

O que é bandeira vermelha?

Quais são os outros tipos de bandeiras tarifárias?

Além da bandeira vermelha, que é o caso mais grave de situação tarifária (além da Bandeira de Escassez Hídrica, que pratica uma taxa de R$ 14,20 para cada 100 quilowatt-hora), existem duas outras cores que devem ser analisadas.

Veja, a seguir, quais são!

Bandeira verde

A bandeira verde é considerada a situação normalizada. Ou seja: quando não existem mais situações agravantes que vão disparar os preços de geração de energia elétrica e nenhum tipo de cobrança extra vai ser praticada para o consumidor.

Bandeira amarela

Existe, também, a bandeira amarela. Ela se encontra entre as bandeiras verde e vermelha, sendo portanto o primeiro sinal de alerta de que os preços oscilaram.

Assim, a bandeira amarela é acionada como um meio de proteção para cobrir o aumento de despesas para gerar energia elétrica e, consequentemente, isso se reflete também no preço final da conta de luz do consumidor.

Portanto, caso isso aconteça, você pode esperar um aumento em sua fatura mensal, cuja cobrança adicional vai ocorrer por meio de R$ 1,874 para cada 100 quilowatts (kWh) consumidos.

Quando a bandeira vermelha é acionada?

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) é quem avalia as razões por trás da necessidade de acionar a bandeira vermelha ou mesmo a situação emergencial que foi criada em 2021: a Bandeira de Escassez Hídrica.

No geral, uma série de problemas pode motivar o acionamento da bandeira verde para a bandeira amarela ou vermelha de ambos os patamares. É mais comum, entretanto, que isso aconteça como consequência da baixa capacidade dos reservatórios de água.

Assim, esse volume, quando em níveis críticos, demanda a necessidade de acionar as termelétricas — que, por sua vez, aumentam o custo para gerar energia elétrica e gera reajustes também nas tarifas praticadas na conta de luz do consumidor.

Foi por isso, inclusive, que a bandeira tarifária foi criada em 2015: como uma forma de auxiliar o repasse dessas despesas extras para o consumidor.

Mas também outros motivos podem motivar o acionamento e a cobrança da bandeira vermelha em períodos específicos, como uma forma de reequilibrar o preço em decorrência de tarifas defasadas ao longo do tempo.

Como funcionam as bandeiras de energia?

As bandeiras tarifárias de energia estão divididas em 5 níveis ou categorias, da seguinte forma:

Confira o significado de cada bandeira e o seu impacto no valor da conta de luz:

Na prática, quanto menor o nível dos reservatórios, maior o custo do consumidor com as bandeiras adicionais.

No entanto, se já não bastasse o acréscimo significativo nas contas de energia, as bandeiras tarifárias deixaram de ser temporárias e estão se mostrando um instrumento definitivo para elevar o valor da conta de luz do brasileiro.

Portanto, para que tenhamos uma ideia, desde dezembro de 2020, o brasileiro não sabe o que é contar com a bandeira verde de energia.

Como se distanciar da bandeira vermelha de energia?

Agora que você já sabe o que é bandeira vermelha de energia e o seu impacto sobre a conta de luz, vamos apresentar uma solução para que você fique livre desse problema e garanta economia na conta de luz.

Mas, antes disso, é importante que você entenda a dimensão dos impactos do aumento das tarifas de energia no seu bolso como pessoa física, ou no orçamento da sua empresa.

De acordo com dados divulgados pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a energia elétrica teve alta acumulada de quase 25% em 2021

Além disso, como se já não bastasse, uma alta muito semelhante é esperada para 2022, o que pode tornar a energia elétrica fornecida pelas distribuidoras ainda mais cara para o bolso do brasileiro.

Diante desse cenário, você pode se perguntar: “Qual a solução para ficar livre da bandeira vermelha e dos constantes reajustes da conta de luz?”

Assim, a solução é produzir sua própria energia, investindo em fontes alternativas, como a energia solar fotovoltaica.

Os investidores em energia solar estão livres de aumentos frequentes na conta de luz e das temidas bandeiras tarifárias, incluindo a bandeira vermelha de energia.

Portanto, o sistema solar fotovoltaico recupera o valor investido em sua compra e instalação em poucos anos, resultando em uma economia nas contas de energia de até 99% ao mês.

Veja quanto você pode economizar ao investir na energia solar

Você já conhece a bandeira vermelha e seu impacto nos custos de energia e, consequentemente, no seu orçamento.

Você também sabe que a energia solar lhe oferece a melhor alternativa para erradicar os preços exorbitantes e os frequentes aumentos na conta de luz.

Sendo assim, É hora de conferir algumas simulações e ver quanto você pode economizar na prática.

Confira algumas simulações:

1.Valor da conta de energia: R$ 350,00

Valor do sistema: R$ 12.384,62

2.Valor da conta de energia: R$ 500,00

Valor do sistema: R$ 17.692,31

3.Valor da conta de energia: R$ 1.000,00

Valor do sistema: R$ 30.284,81

Podemos avaliar o tamanho da economia que um sistema de geração de energia solar pode garantir ao longo de 25 anos (vida útil estimada do sistema) com os números acima, que podem mudar.

Além disso, é possível concluir que com apenas alguns anos, é possível recuperar todo o investimento inicial feito no sistema.

Na prática, aqueles que optam pelo financiamento do sistema, acabam utilizando a própria economia gerada para cobrir os custos com o sistema.

Fique livre da bandeira vermelha: conte com a Maya Energy

De fato, você já está ciente de qual é a bandeira vermelha e o que precisa fazer para eliminá-la e fazer os ajustes frequentes de energia.

Chegou a hora de você tomar uma decisão e começar a economizar até 99% dos custos de energia da sua empresa ou residência.

Portanto, várias empresas e brasileiros contam com o apoio da Maya Energy para começar a gerar sua própria energia e deixar de se preocupar com as bandeiras tarifárias.

Para saber mais, tirar suas dúvidas e receber o contato de um especialista: clique aqui, preencha o formulário e solicite um orçamento sem compromisso!

Av. Prof. Mário Werneck, n°26 – 5º e 6º andar, Estoril – Belo Horizonte/MG
(31) 3500-2909
(31) 98306-0447
envelope linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram