12 de julho de 2023

TE, TUSD e demanda energética: compreendendo as tarifas

Compreender as tarifas de Energia (TE) e de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD) é crucial para gerenciar os custos energéticos. Enquanto a TE corresponde ao valor pelo consumo de energia, a TUSD diz respeito ao custo da infraestrutura de distribuição.

Quer saber mais sobre como gerenciar eficientemente os custos de energia elétrica na sua empresa?

TE, TUSD e Demanda Energética: Compreendendo as Tarifas

Entender a demanda energética, a quantidade máxima de energia usada em um período, é fundamental para evitar custos extras e otimizar o consumo. Isso ajuda a evitar picos de consumo e reduzir custos associados às tarifas de demanda, evitando penalidades por ultrapassagem da demanda contratada.

Leia nesse post tudo sobre:

O Que São TE e TUSD?

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) determina que esses valores devem ser apresentados separadamente nas contas de energia, juntamente com os impostos e índices de qualidade, tornando as tarifas TE e TUSD parte integrante da estrutura de fornecimento de eletricidade.

Os consumidores pagam pela energia ativa consumida por meio da Tarifa de Energia (TE), que é definida em reais por megawatt-hora (R$/MWh) e reflete o custo do consumo de energia.

A Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD) cobra o preço pelo uso da infraestrutura de distribuição de eletricidade.

TE, TUSD e Demanda Energética: Compreendendo as Tarifas

Como Calcular TE e TUSD?

O cálculo das tarifas TE e TUSD atualmente se baseia no consumo mensal de energia, medido em quilowatts-hora (kWh).

É possível obter o valor total a ser pago multiplicando a quantidade de kWh consumido pelo valor da tarifa correspondente a cada uma das tarifas.

Portanto, é importante ressaltar que as tarifas TE e TUSD são diferentes, portanto, os valores cobrados por cada uma também serão diferentes.

TE, TUSD e Demanda Energética: Compreendendo as Tarifas

Leia também: Fator de demanda: o que é, importância e como calcular

Composição da Conta de Luz

As contas de eletricidade das empresas e incluem outros componentes, como impostos e encargos setoriais determinados por lei, além das tarifas TE e TUSD.

Entretanto, de acordo com a ANEEL, a maior parte da fatura de energia, cerca de 53,5%, corresponde ao consumo de energia, transmissão e encargos setoriais.

Os impostos federais, estaduais e municipais (CIP/COSIP) representam aproximadamente 29,5% do valor total da conta. Sobretudo, os 17% restantes são destinados a cobrir os custos da distribuição.

A Conta de Luz para Empresas com Geração Solar

Empresas que possuem sistemas de geração própria de energia, como a energia solar, continuam recebendo suas contas de luz com as tarifas TE e TUSD.

Entretanto isso ocorre porque essas empresas ainda utilizam eletricidade da rede de distribuição em momentos em que a geração solar não é suficiente, como à noite ou em dias nublados.

No entanto, o consumo reduzido de eletricidade da rede e a possibilidade de injetar o excedente de energia gerada na rede elétrica trazem diversos benefícios.

Além da economia proporcionada pela redução do consumo, as empresas que geram excedente de energia solar podem obter isenção de ICMS e PIS/COFINS para a energia injetada na rede.

Essa isenção é válida para micro e minigeração de energia, com potência máxima de 1 MW, exceto em Minas Gerais, onde o limite é de 5 MW.

Essa medida incentiva a adoção de fontes renováveis de energia, como a solar, e promove a sustentabilidade e a redução dos impactos ambientais.

E se você tem interesse em saber mais a respeito do assunto e avaliar as soluções que têm tudo para se alinhar às suas necessidades, portanto, aí vai o convite para você conhecer os diferenciais da Maya Energy para empreendimentos de todos os portes e segmentos de atuação!

Conclusão

Logo, compreender as tarifas TE e TUSD para empresas e indústrias que desejam controlar seus custos energéticos e buscar alternativas sustentáveis é fundamental.

A energia demanda é um aspecto crucial para o funcionamento de qualquer negócio, e conhecer detalhadamente os componentes da conta de luz permite uma gestão mais eficiente.

Assim, a adoção de fontes renováveis de energia, como a solar, oferece benefícios adicionais, como a redução dos custos com eletricidade, entre outros.

Portanto, investir em geração própria de energia pode ser uma estratégia inteligente para empresas que desejam economizar e tornar suas operações mais sustentáveis.

Portanto, não deixe de explorar as possibilidades oferecidas pela energia solar e buscar soluções personalizadas para a demanda energética da sua empresa.

Faça um orçamento com quem entende do assunto, a transição para fontes limpas e renováveis é um passo importante para o futuro do planeta e dos negócios.

Quem somos?
Av. Prof. Mário Werneck, n°26 – 5º e 6º andar, Estoril – Belo Horizonte/MG
(31) 98306-0447
(31) 3995-2335
envelope linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram